Skip links

Os Capitães de abril deviam voltar!

A data que hoje celebramos é o marco que divide Portugal num antes e um depois, muito diferentes. O 25 de abril veio trazer aos portugueses direitos e liberdades que até ali eram sonhados, mas nunca vividos.

E a liberdade, é um bem demasiado precioso! Que (ainda) alguns não sabem gerir, mas vivem-na, porque num verdadeiro estado democrático ninguém devia coagir ninguém, as redes organizadas de poder, que tudo controlam, não deviam existir. E neste cenário devia existir, se calhar, outro 25 de abril, que permitisse que muitos dos que ainda vivem subjugados pelos pequenos poderes que encontramos por este país fora, passassem a ser donos de si próprios, sem ter de depender do silêncio, para obter benefícios que muitas vezes, são os seus próprios direitos.

Mas hoje é um dia feliz para esta República Portuguesa. Porque há 47 anos, um grupo de homens valentes conseguiu libertar um povo inteiro da tirania, sem recorrer à força nem à violência. Só os cravos vermelhos foram os artífices desta transição que é uma das mais bonitas que a história mundial tem. A história portuguesa, para mim, que nasci e cresci fora de Portugal, nunca foi muito próxima, só quando este país me acolheu, há 12 anos, é que verdadeiramente conheci a história daquela tão bonita “revolução dos cravos” de que os portugueses falavam com tanto orgulho! E a história daquele dia faz-me sonhar. É a história de 25 de abril que nos faz acreditar que é possível lutar contras os sistemas, que é possível derrotar as ditaduras, que é possível viver com dignidade!

Hoje comemoramos mais um ano daquele dia glorioso, mas fazemo-lo, duma forma diferente. Hoje o mundo inteiro luta contra com um inimigo invisível que também nos quer subjugar, mas que todos, à semelhança dos honrosos e valentes capitães de abril, conseguiremos vencer e recuperar  a liberdade que perdemos de abraçar quem mais amamos e estar com quem nos é querido. Porque a final, as ditaduras disfarçam-se de muitas maneiras e vencer, é sobreviver!

Feliz 25 de abril!  

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment

  1. Bom dia, Vanessa Reitor.
    Nesta “Nova” caminhada, depois da saída do «»Pasquim da Vila«», desejo os maiores sucessos pessoais, e ao «»O ESPECTADOR«»…
    O que pudermos ser úteis, cá por Paredes de Coura, e nos for possível, conte comigo, conte connosco.
    M. Guilherme

  2. Portugal converteu-se há muito num país de ladrões e aos poucos vai-se convertendo num ‘farowest’ a coberto da própria justiça. O 25 de Abril, foi um passaporte e o livre-transito para os Corruptos e os Gatunos roubarem à-vontade, terem a justiça do seu lado e ainda serem galardoados pelo presidente da república.