Skip links

Lendas do Alto Minho| Senhora da Pegadinha

A lenda da Nª Sª da Pegadinha, pertence a freguesia de Bravães, no concelho de Ponte da Barca, tem semelhanças com a história de Francisco, Lúcia e Jacinta, pastorinhos de Fátima. Reza a lenda que há muitos anos atrás, três irmãos pastores andavam a pastorear o gado no campo e apareceu-lhes a Nossa Senhora por terras de Bravães.

As crianças, assim como grande parte do povo daquela época, viviam com muitas carências. Aquelas crianças trabalhavam, muitas vezes, cheias de fome. Naquele dia, quando a Senhora apareceu aqueles pastorinhos disse-lhes que fossem a casa ver a masseira pois lá teriam pão e abundância. Os pastorinhos sabiam que não havia pão quando saíram de casa pela manhã mas, ainda assim, acederam e foram verificar se lá havia pão. Para grande espanto deles, a masseira estava repleta de saboroso pão. Gritaram: – “Milagre… Milagre!…”

 

Naquele dia a notícia correu rápido na aldeia e num instante toda a freguesia sabia o ocorrido. Assim, todos acorreram ao local da aparição mas a Virgem, já lá não estava. Mas contam que no local onde Nossa Senhora havia aparecido aos três partorinhos, estava gravada na pedra uma pegada de um pé. Uma pegada muito delicada, “o pé da mãe de Jesus”, afirmava o povo.

Daí o nome da Senhora da Pegadinha. Anos mais tarde, a capela da Nª Srª da Pegadinha fio erguido no local onde se deu a aparição.

 

Publicidade

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment