Skip links

Há uma aldeia no Alto Minho que não vê nascer uma criança há 22 anos

Germil é uma típica aldeia de montanha situada num dos muitos cumes da Serra Amarela, em pleno Parque Nacional da Peneda Gerês e a escassos 15 quilómetros da sede de concelho, Ponte da Barca.

Foi extinta (agregada) pela reorganização administrativa de 2012/2013, sendo o seu território integrado na União das Freguesias de Entre Ambos-os-Rios, Ermida e Germil.

 

É esta a aldeia que não ouve o choro de uma criança recém nascida há 22 anos. Uma aldeia desertificada. A sua população atual é de 35 pessoas. A média da idade dos seus habitantes é 70 anos.

Esta aldeia é uma das mais belas do concelho de Ponte da Barca. Uma aldeia que vive todo o ano à espera do regresso dos seus filhos, espalhados um pouco por todo o mundo. Uma aldeia que no verão ganha uma outra vida. Que se enche de juventude, de sorrisos, de música, de convívios.

Uma aldeia que vive as suas tradições e que tem nas suas gentes o seu maior orgulho. Uma aldeia que já foi fotografada pelos mais brilhantes artistas e que tem as suas paisagens estampadas nas mais afamadas revistas.

Como qualquer outra aldeia Germil tem visto a sua população diminuir porque, como muitas outras aldeias deste Portugal, está longe dos centros urbanos e a sua população sai à procura de oportunidades de emprego e progressão na carreira e assim, acabam por fazer a sua vida fora do lugar que os viu nascer.

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment

  1. Um artigo interessante… Era mais interessante se tivesse existido o interesse em procurar factos verídicos… Acho que o conteúdo foi baseado em informações vindas dos ventos de Espanha 🤣🤣🤣🤣

  2. É uma aldeia muito bonita com características antigas! Passo aí muitas vezes a caminho da minha freguesia.