Skip links

No Dia Internacional da Criança a ACAPO celebra a inclusão

Neste dia no qual se celebra com os mais pequenitos da casa a ACAPO (Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal) irá distribuir blocos de LEGO pelas escolas e que poderá juntar crianças cegas e não cegas na aprendizagem das primeiras letras.

A associação aproveitou a data para para entregar o primeiro conjunto de peças LEGO especificamente criadas para ajudar crianças cegas a aprender a ler braille – o sistema de escrita tátil, por pontos, utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão – às crianças do Centro Helen Keller, em Lisboa.

 

Publicidade

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Acapo explicou que são peças Lego semelhantes às comuns peças com que quase todas as crianças brincam, que encaixam numa superfície própria e que “permitem ficar ao lado uma das outras, em cima uma das outras, por forma a recriar palavras escritas“.

“Estas peças têm as correspondentes letras impressas em tinta e têm também os pontinhos braille para que as crianças com deficiência visual e todas as pessoas que queiram efetivamente treinar e conhecer melhor braille saibam de que forma se representam as letras”, disse Rodrigo Santos.

De acordo com o presidente da Acapo, cada peça Lego tem já “os pontinhos correspondentes a cada letra braille”, além de ter pintada a letra correspondente do alfabeto, e “tudo o que a criança pode compor com estas peças são as diversas palavras em braille”.

Desta forma, “todos podem brincar em condições de igualdade”, porque o facto de as peças terem também as letras impressas permite que tanto crianças cegas como crianças que não são cegas brinquem e aprendam.

“Qualquer pessoa ou qualquer criança que tenha na sua mão uma peça com uma letra que ela reconhece tem também os pontinhos com o símbolo braille correspondente e assim pode aprender de uma forma fácil e didática”, apontou.

 

Os conjuntos são da autoria da Fundação Lego e cada um inclui 340 peças com o alfabeto português, os números 0 a 9, sinais matemáticos, sinais de pontuação e três bases onde encaixam as peças — “como se fossem folhas de papel” – que brevemente vão começar a ser distribuídos pelas escolas de referência ou qualquer escola onde haja alunos com deficiência visual.

“Estamos a distribuir estes ‘kits’, na medida das disponibilidades que temos, a várias instituições que sabemos que trabalham com crianças cegas, sejam escolas de referência, sejam outras instituições que comprovadamente nos mostrem que têm estas crianças”, adiantou Rodrigo Santos, acrescentando que existem “largas centenas” de escolas e que essa distribuição irá acontecer ainda durante o presente ano letivo.

As caixas não vão ser comercializadas e estarão disponíveis apenas mediante pedido das escolas, sendo destinadas a escolas ou instituições que ensinam braille a alunos com deficiência visual entre os 4 e os 18 anos.

Para mais informações sobre LEGO BRAILLE BRICKS enviar um e-mail para: lego@acapo.pt.

 

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment