Skip links

O grande desafio

Negar ser vacinado para a covid pode ser, em si mesmo, um abuso da liberdade individual. Quando os nossos atos põe em causa a saúde dos outros podemos no limite estar a cometer um crime.

Infetar terceiros de forma consciente é tudo menos um ato de cidadania. Quando se trata de saúde pública, só com a colaboração de todos é que se atinge os objetivos.

Não é por acaso que a toma de algumas vacinas é exigida para se concorrer a certos empregos, escolas ou para entrar em certos países. Seguindo este raciocínio, a vacina para a covid pode passar a ser obrigatória.

Num cenário hipotético, em que metade dos portugueses não se quisessem vacinar, de nada valia vacinar a outra metade. Não é por acaso que se chama saúde pública. Sublinho, pública. A imunidade de grupo só se atinge com 70% da população vacinada.

Só assim a vacinação será eficaz e o combate ao vírus será uma batalha ganha. Este raciocínio tem que se aplicar a todos os países. Trata-se de uma pandemia e portanto, de um problema global. Ninguém pode ficar de fora. Isto se queremos as fronteiras abertas. Deixar os países subdesenvolvidos à parte pode permitir que outras estirpes da covid apareçam, com mais transmissibilidade e maior mortalidade.

Se isto vier a acontecer todo o esforço para combater a doença pode ter sido em vão. Pelas razões referidas, os egoísmos nacionalistas são uma imbecilidade. Pensar no mundo como um todo é o único plano a seguir. Esse é o desafio!

 

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment

  1. Cada vez mais estamos sugeitos ao “efeito borboleta”… Ignorá-lo pode sair muito caro!

  2. Completamente alinhado com este ponto de vista/posição.
    Parabéns

  3. Super concordo com sua fala.
    Fanatismos e idealismos à parte, o bem estar coletivo é o mais importante. Se as ações por indicação de especialistas e cientistas da saúde mundiais são unânimes em sua divulgação, principalmente no caso da vacina, elas devem ser seguidas. Prioridade é a preservação das vidas.

  4. Argumentos de peso, já não me lembrava que no tempo da ditadura era obrigatório ter as vacinas em dia para ser funcionário público ou bancário por exemplo.

  5. Está tudo muito bem dito .Eu não diria mais nem melhor 👍❤️

  6. Excelente reflexão! A saúde pública é da responsabilidade de todos!

  7. Excelente reflexão! A saúde pública é da responsabilidade de todos!

  8. Uma excelente reflexão para quem ainda não entendeu o que é o interesse comum, público diria.
    A ler por quem nega a covid e se acha no direito de contaminar terceiros como se isso fosse um ato de privação da liberdade individual.