Skip links

Talibãs ordenam regresso à escola apenas a rapazes

O Ministério da Educação do Afeganistão anunciou que os alunos do sexo masculino do sexto ao 12º ano e os professores do sexo masculino devem retomar as aulas a partir de sábado.

 

O Ministério da Educação do Afeganistão, controlado pelos talibãs, anunciou que os alunos do sexo masculino do sexto ao 12º ano e os professores do sexo masculino devem retomar as aulas a partir de sábado. A declaração, publicada nesta sexta-feira, 17 de setembro, na página do Ministério na rede social Facebook, não inclui as meninas, o que reforça a ideia de que os talibãs deverão impor restrições a meninas e mulheres. Até agora, os talibãs permitiam que as meninas do primeiro ao sexto ano frequentassem as aulas.

No passado, o movimento talibã chegou mesmo a proibir meninas e mulheres de frequentar a escola e de trabalhar. Em algumas províncias, as mulheres ainda não têm permissão para continuar o seu trabalho, com exceção das mulheres que trabalham em departamentos de saúde, hospitais e educação.

Talibãs exigem que líderes sejam excluídos das listas negras

Os talibãs exigiram que os líderes sejam retirados das listas negras dos Estados Unidos e das Nações Unidas, respeitando o acordo de Doha, e condenaram as críticas feitas aos membros do novo Governo do Afeganistão. “Pedimos que essas políticas incorretas sejam revertidas imediatamente através de interações diplomáticas”, exigiu, através de um comunicado, o Governo talibã, que assumiu o poder no Afeganistão em 15 de agosto com a conquista de Cabul.

Vários membros do novo gabinete do Governo interino do Afeganistão, anunciado na terça-feira, estão na lista negra de terroristas do Conselho de Segurança da ONU, muitos destes com mandados de prisão emitidos por agências de segurança dos Estados Unidos. Entre os que estão na lista, destaca-se o novo ministro do Interior afegão, Sirajuddin Haqqani, sobre quem pesa uma recompensa superior aos oito milhões de euros das autoridades norte-americanas por informações que facilitem a sua captura.

Fonte: Impala

 

Publicidade

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment