Skip links

Sabia que Portugal Portugal é um dos 50 países com baixa criminalidade e elevada resiliência ao crime?

Entre os 193  estados-membros das Nações Unidas Portugal integra a lista de 50 países com uma baixa criminalidade e elevada resiliência ao crime. 

 

O novo índice de crime organizado global foi lançado hoje e o primeiro relatório coloca Portugal no quadrante mais positivo, que combina, por um lado, baixos níveis de criminalidade e, por outro lado, uma pontuação alta para a resiliência contra estes tipos de crime.

Apenas 50 entre os 193 membros da Organização das Nações Unidas (ONU) integram essa lista, incluindo outros 24 países europeus como a Alemanha, Bélgica, Reino Unido e todos os países bálticos e nórdicos.

Portugal 117.º país com criminalidade mais baixa, registando uma pontuação de pontuação de 4,55 numa escala de 0 a 10, sendo que os tipos de crime organizado mais frequentes são o tráfico de drogas, sobretudo cocaína, e o tráfico humano.

Sobre o tráfico de drogas, Portugal é um país de trânsito e destino para o tráfico de cocaína, que foi a droga mais apreendida em 2018. Por outro lado, é também um país de origem de canábis, que sai sobretudo para outros países da Europa, Brasil e Guiné-Bissau.

Quanto ao tráfico humano, o relatório refere que Portugal “é um país de origem, trânsito e destino para o tráfico humano”, sendo que a maioria das vítimas que chegam são provenientes da Moldávia, enquanto aquelas que são “exportadas” vão sobretudo para Espanha.

Por outro lado, outros relatórios têm também sugerido que Portugal é cada vez mais parte de uma rota para o tráfico de vítimas africanas por parte de redes criminosas da África subsariana, acrescenta a descrição da situação no país contida no documento.

Além dos tipos de crime, o índice de criminalidade olha também para os tipos de autor e, a este nível, as redes criminosas são as mais frequentes, constituídas por pequenos grupos familiares envolvidos, maioritariamente, no tráfico de droga interno, mas também na exploração laboral em zonas rurais.

“As redes criminosas que operam em Portugal estabelecem frequentemente relações de trabalho com redes estrangeiras, que são responsáveis pela produção e transporte de drogas, ou pelo recrutamento e transporte de vítimas para Portugal” acrescenta o relatório, que identifica também grupos organizados de estilo mafioso específicos, como os grupos ‘motards’ Los Bandidos e Hells Angels.

Portugal destaca-se também pela resiliência face ao crime organizado, com a 29.ª pontuação mais alta (6,46 em 10) entre os 193 países analisados, para a qual contribuem sobretudo a cooperação internacional e forças de segurança, mas também as políticas e leis nacionais, as medidas de apoio às vítimas e testemunhas e a atividade de atores não estatais.

Fonte: Impala

 

Publicidade

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment