Skip links

Independentes deixam carteira de projetos aprovados e financiados de 9ME ao novo executivo

Entre aprovados, financiados e prontos a arrancar, o executivo independente liderado por Fernando Nogueira entrega ao novo executivo socialista mais de 30 projetos na ordem dos 9ME, com um financiamento Feder de 6.5ME, além de uma redução da dívida municipal superior a 50%, passando de cerca de 8ME de dívida em 2013 para cerca de 3.9ME à data de 30 de junho de 2021.

 

O Presidente da Câmara Municipal cessante, Fernando Nogueira, explica que “atualmente, é imperioso para qualquer autarquia ter, de antemão, uma vasta carteira de projetos, de forma a agilizar todo o processo de submissão de candidatura, aproveitando no imediato a oportunidade para captar financiamentos europeus, e não perder tempo importante na elaboração em cima da hora”. E acrescenta: “O que fizemos foi programar sustentadamente o desenvolvimento futuro do concelho nas várias áreas de atuação. Obviamente, é legítimo o novo executivo fazer a sua ponderação, e atuar mediante as suas opções”.

Distribuídos pelas áreas da educação, cultura, economia, eficiência energética e reabilitação de edifícios, os projetos mais visíveis são: a Adaptação do Antigo Edifício dos Bombeiros para Edifício de Cultura e Inovação, com instalação da Biblioteca Municipal, SMIS e Segurança Social; a Requalificação da Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira – 2.ª Fase, com a construção de um centro de recursos (biblioteca e auditório); o Parque Empresarial de Cerveira – Pólo V, com a construção de 12 lotes em Sapardos; a Reabilitação do Auditório Municipal; a Valorização da Incubadora de Indústrias Criativas de Vila Nova de Cerveira – Casa do Empreendedorismo, através da Requalificação da “Casa Vermelha”; a Requalificação dos edifícios da antiga escola primária, antigo jardim de infância e junta de freguesia de Mentrestido; a Promoção da Sustentabilidade Energética com Intervenções em Infraestruturas Públicas da Administração Local, em Sistemas de Iluminação Decorativa e Pública, nomeadamente a instalação de 2083 luminárias LED; entre outros.

Relativamente à dívida municipal, ao longo dos dois mandatos, a atuação do atual executivo liderado por Fernando Nogueira primou por uma gestão rigorosa em prol de uma consolidação do equilibro económico-financeiro da autarquia, sem descurar investimentos importantes e com impacto no bem-estar e melhoria de qualidade de vidas dos Cerveirenses.

Não obstante, nestes oito anos de governação independente, há a salientar uma redução da dívida municipal superior a 50%, passando de cerca de 8ME de dívida em 2013 para cerca de 3.9ME à data de 30 de junho de 2021, de acordo com a Informação Financeira relativa ao 1º semestre de 2021, em resultado do Relatório Intermédio do Auditor Externo.

De referir ainda que, à data da cessação de funções, e segundo o que está plasmado no mesmo documento, o atual executivo municipal deixa um crescimento do ativo líquido de 4.32% (+ 2.5ME) face a 31 de dezembro de 2020; uma autonomia financeira do Município que passa de 89.63% para 90.69%; e a ausência de pagamentos em atraso. À data de hoje, 15 de outubro, o Resumo Diário da Tesouraria apresenta-se com 2.983.555,98 euros.

 

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment