Skip links

Caiu o “capo galego” da droga. Apreendidas 5,2 toneladas de cocaína

A notícia, avançada pelo jornal “La voz de Galicia”, dá conta da apreensão de Carlos Silla, considerado um dos três homens à frente da organização galega da rede de narcotráfico. O veleiro apreendido transportava mais de 5,2 toneladas de cocaína, ao largo da costa portuguesa.

O homem é natural de Vilagarcía, província de Pontevedra, na Galiza, Espanha. A imprensa local diz que “caiu o número um da nova geração de narcotraficantes galegos”. 

 

Carlos Silla, permanecia em fuga desde março de 2020. Foi apanhado durante a operação Maré Branca. Ele e mais outros dois homens – um também de nacionalidade espanhola e outro peruano, residente em Espanha.

Segundo Artur Vaz, diretor da Unidade de Combate ao Tráfico de Estupefacientes (UNCTE) da Polícia Judiciária (PJ), “tratou-se da maior apreensão desta droga em Portugal nos últimos 15 anos, sendo igualmente a maior quantidade de cocaína alguma vez apreendida num único veleiro a nível mundial”.

De acordo com o mesmo responsável, o veleiro, de 24 metros, estava registado em Espanha e a cocaína “não vinha especialmente dissimulada”. A droga terá vindo da América Latina com destino à Europa.

Esta apreensão foi fruto da  cooperação judiciária entre a PJ portuguesa e a sua homóloga espanhola participado meios da Marinha e da Força Aérea Portuguesas.

Os três homens detidos na embarcação são suspeitos de integrarem uma organização criminosa transnacional dedicada ao tráfico de grandes quantidades de cocaína entre a América Latina e o continente europeu.

 

Fonte: La Voz de Galicia/Rádio Vale do Minho 

 

 

Publicidade

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment