Skip links

País| Morreu a geringonça. Orçamento do Estado chumbado

Votos contra à direita: PSD, CDS, IL e Chega. À esquerda: BE e PCP. Votos a favor do PS. Deputadas não inscritas e PAN optaram por se abster.

 

As eleições antecipadas serão agora o cenário plausível. Costa admitiu que não se demite. O cenário passa agora para as mãos do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa.

O orçamento foi chumbado na sua generalidade. Marcelo Rebelo de Sousa deverá dar início ao processo de dissolução do Parlamento, tal como tinha prometido.

António Costa encerra a discussão sobre o OE, garantindo estar “de consciência tranquila”. “Fiz tudo o que estava ao meu alcance para assegurar a viabilidade deste OE sem aceitar o que, em boa consciência, não acredito que o país possa suportar”, frisou.

Este foi um debate à Esquerda, em que a Direita fechou para obras e ainda não é uma alternativa ao país“, defendeu.

E concluiu “A última coisa de que Portugal precisa é de uma crise política neste momento e nestas circunstâncias“, acrescentou, garantindo, ainda assim, que o PS não vai virar as costas à adversidade. “Nós não vamos parar”. 

 

Publicidade

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment