Skip links

Quanto vale o nosso trabalho?

É uma pergunta que achamos de fácil resposta. Mas será que realmente todos percebem quanto vale o nosso trabalho? Há já algum tempo, enquanto navegava pela internet, encontrei uma frase que chamou a minha atenção: “não diga o seu preço antes do cliente entender o seu valor”! Confesso que fiquei a pensar sobre o assunto e acho que nesta frase está o segredo para nos transformarmos em melhores profissionais.

 

Quando fazemos o nosso trabalho, recebemos monetariamente o preço que ele tem. Mas será que realmente somos pagos pelo valor que tem?

A confusão está ali. E a injustiça também. Muitas vezes o valor de um trabalho, fica muito aquém daquilo que realmente se recebe depois de o fazer. Quando o efetuamos não estamos só a dispor de tempo e conhecimento para o fazer; estamos a investir – também – dedicação, esforço, entrega e por vezes, sacrifício.

São investimentos difíceis de demonstrar. Não são palpáveis, mas sem dúvida, são fatores que determinam a qualidade. Muitas vezes o nosso trabalho vai muito mais além do próprio trabalho.

O valor está a ser substituído pelo preço e assim, entramos na correria pelos orçamentos que nos ofereçam o melhor, sempre o melhor, mas pelo preço mais baixo. Sem pararmos para pensar que a qualidade e – acima de tudo – o profissionalismo e excelência também devem ser pagos, porque no fim, esses são os fatores que determinam o sucesso e a satisfação.

Aprendamos então que nem todo o preço é justo para pagar o valor do trabalho! 

 

Publicidade

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment