Skip links

Colunistas

Setembro…mês de recomeçar!

O verão começa a desvanecer. As férias acabam, os miúdos voltam à escola, tudo volta à normalidade. A rotina impõe-se novamente. Para O Espectador setembro também é um mês de recomeços. Agradecemos as inúmeras mensagens que temos recebido. Mensagens que demonstram o carinho que os

O grande desafio

Negar ser vacinado para a covid pode ser, em si mesmo, um abuso da liberdade individual. Quando os nossos atos põe em causa a saúde dos outros podemos no limite estar a cometer um crime. Infetar terceiros de forma consciente é tudo menos um ato

‘O show deve continuar’

Foi esta a frase que me veio à cabeça quando vi, no passado fim-de-semana, o rosto do Tony Carreira no seu concerto de regresso aos palcos após ter perdido a sua filha num acidente de viação. Pensei: se a frase ‘o show deve continuar’ tivesse

“A vida é como um dente” a Eutanásia

"A vida é como um dente" é um poema de Boris Vian. Eu sou radicalmente contra os referendos. Em abstrato os referendos são um dos maiores atos de democracia. Dão ao povo a vontade de escolher. Mas, existe um lado pernicioso neste ato de democracia.

Como os interesses do petróleo podem destabilizar o Mundo!

Não vou aqui defender Saddam Hussein. Simplesmente acho que nada na história deve ser analisado fora do seu contexto. Saddam teve uma infância muito complicada. Ficou órfão de pai muito cedo e a mãe tinha uma reputação duvidosa. Aliás, quando Saddam chegou ao poder ficou

“Acorda Portugal”

Anda por ai uma data de gente parva...(Desculpem, parva não, porque eles negam a existência da parvoíce!) Neste fim de semana realizaram-se manifestações em Lisboa e no Porto contra as medidas tomadas pelo governo para controlar a pandemia. São os mesmos do costume. São contra

Uma pandemia maior e mais devastadora que a covid-19

Existe sim. E já anda entre nós há muitos anos. Qual será ela, perguntarão vocês? E eu respondo: a pandemia das línguas compridas! Daquelas que falam sem saber, que apontam o dedo sem se aperceberem que quando o fazem, têm três dedos virados a eles

“A morte é um atirador furtivo”

Esforçámos-mos para perceber a 'lógica' da morte. Quem morre e porque motivo. Em principio, os mais velhos ou os menos saudáveis vão primeiro. Por isso tentamos atrasar a velhice. Procuramos ter uma vida saudável. E, de repente, quando pensamos que é essa a lógica levamos um tiro no pé

Aquelas noites de insónias que nos fazem pensar!

Ainda parece que foi ontem que a minha filha mais velha nasceu, mas num ápice, 5 anos se passaram. Os últimos quatro anos têm sido de desafios, de lutas, de conquistas, de algumas angustias e de muita, muita aprendizagem. As ideias para este texto surgiram

Respeitar o adversário para vencer

Depois do calor do jogo Espanha x Itália, a 06 de julho de 2021 e num Europeu de futebol a ser jogado com data de 2020, uma análise a frio permite responder satisfatoriamente à questão sobre como vencer quem é “melhor” (em alguns aspetos) e

Muito pouco ‘cusca’ para ser jornalista!

Que titulo descabido que este texto tem, não é!? Ouvi esta frase já há alguns anos e ela retumbou no meu interior até hoje, e desde então, fez-me pensar na ideia que as pessoas têm do nosso trabalho, que na minha opinião, e usando as